Suspeitos de assalto trocam tiros com a PM e acabam mortos em Campina Grande/PB. Veja FOTOS E VÍDEO

A noite deste sábado (25) começou violenta na cidade de Campina Grande, no Agreste do estado, quando em uma troca de tiros, a Polícia Militar acabou assassinando dois homens acusados de estarem praticando assaltos em diversos bairros da cidade.
Por volta das 21h, a dupla estava em uma motocicleta modelo Honda, de 150 cilindradas. Para despistar as autoridades, a dupla alterou a placa do veículo usando fita isolante.
De acordo com o comandante do 2º BPM, Coronel Souza Neto, os dois acusados são do bairro do Mutirão do Serrotão e apenas na noite deste sábado, haviam praticado vários crimes nos bairros do Catolé, José Pinheiro e Santa Terezinha.
Ao serem informados pelas vítimas, os policiais militares comeraçaram a fazer rondas na área e nas proximidades do Parque da Criança, localizaram os suspeitos. Os ladrões, tentando escapar, ainda invadiram a pista contrária do Canal do Prado e acabaram chocando a motocicleta em um automóvel que seguia no sentido contrário.
No momento que caiam no chão, os ladrões, que estavam armados com uma pistola 9 mm e dois revólveres calibre 38, revidaram e começaram a disparar contra as guarnições da Rotam e Choque, que revidaram e acabaram assassinando os dois bandidos em via pública.
No tiroteio, uma policial militar ainda foi ferida com um tiro na perna e acabou sendo socorrida para o Hospital de Traumas Dom Luiz Gonzaga Fernandes onde foi medicada e não corre riscos.
Até agora, apenas um dos bandidos foi identificado. Trata-se de João Paulo da Silva Arruda, de 24 anos. O outro permanece sem qualquer tipo de documento oficial.
A Polícia Civil foi acionada e o delegado Malon Cassemiro, plantonista na 2ª DRPC foi até o local para realizar os procedimentos. “Não temos dúvidas que eles são assaltantes e só morreram porque reagiram a ação policial e dispararam contra a guarnição” comentou a autoridade.
O comandante do 2º BPM também esteve acompanhando todo o isolamento da área e comentou que os agentes agiram em legitima defesa. “Se os PMs não reagissem, acabariam morrendo. São dois criminosos, que estavam fazendo vários assaltos nesta região. Já identificamos algumas vítimas que confirmam a prática dos delitos” disse.
Além das armas, a polícia encontrou várias munições dentro do bolso dos criminosos.
Uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) realizou a perícia no local e os corpos foram encaminhados para necropsia no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande.

Selecionamos para você