UBSF INTERDITADA: Ministério Público, CRM e Agevisa encontram medicamentos vencidos e até fezes em unidade de saúde de Sapé/PB

Uma força-tarefa formada pelo Ministério Público Estadual, Corpo de Bombeiros, Agência Estadual de Vigilância Sanitária e Conselhos Regionais de Medicina, Odontologia e Enfermagem da Paraíba fiscalizou unidades de saúde na cidade de Sapé, na Zona da Mata paraibana.
A atividade foi motivada por denúncias feitas pelos próprios moradores da cidade, que informavam as irregularidades na prestação de serviço do Sistema Único de Saúde (SUS) no município.
Na unidade de rural da Usina de Santa Helena, foram encontradas várias irregularidades. O posto do Programa Saúde da Família estava funcionando em um prédio inadequado, sem as condições mínimas de infraestrutura. O fornecimento de água estava cortado há mais de um ano e o serviço de odontologia suspenso. “Até fezes de animais como baratas e ratos nós encontramos dentro dos móveis onde estavam sendo acomodados os medicamentos” comentou a promotora Juliana Ramos, do Ministério Público em Sapé.
Devido as irregularidades, a força-tarefa resolveu interditar a unidade de saúde até que a prefeitura da cidade tome as providências.
As fiscalizações também aconteceram na sede do CAPS-ad e também no Hospital Municipal de Sapé. Neste último, além da superlotação e do atendimento inadequado – sem profissionais suficientes -, os fiscais da Agevisa encontraram várias ampolas de medicamentos foram do prazo de validade. “Se não tivéssemos chegado aqui, esse medicamento vencido seria aplicado em algum paciente. Isso é uma vergonha” comentou Eurípedes Mendonça, representante do CRM/PB.
No final, os órgãos determinaram um prazo para que a prefeitura de Sapé tome as providências e resolva as questões. Por telefone, a secretária de saúde Mariana Machado revelou que já está tomando as providências, inclusive o processo licitatório para reforma do posto interditado já foi iniciado. “Já estamos preparando a licitação. Enquanto isso, quero esclarecer que ninguém ficará prejudicado ou sem atendimento” completou.

Selecionamos para você