BOMBA: Juiz nega registro de todos os candidatos a vereador da coligação de Tadeu do Supermercado em Lagoa Seca/PB

Literalmente, a campanha política em Lagoa Seca já começou. Depois da notícia de que o PSB está autorizado a fazer a campanha coligado com os partidos do bloco de oposição (PSC/PMDB/PTB e PT), uma novidade promete agitar os ânimos da militância nesta segunda-feira(30).
O juiz responsável pela 71ª Zona Eleitoral, que compreende o município de Lagoa Seca, rejeitou na noite de ontem todos os pedidos de registro da chapa proporcional, ou seja, os candidatos a vereador, da Coligação Lagoa Seca de Todos – a que dá sustentação ao candidato Tadeu do Supermercado. A notícia caiu como uma verdadeira bomba entre os que disputam uma vaga na Casa de Napoleão Coutinho e formam o bloco de oposição, que não esperavam a situação.
Na justificativa, feita pelo juiz Giovanni Magalhães Porto, ele esclarece que a decisão é baseada no desrespeito aos parâmetros legais exigidos pelo DRAP – Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários, mais especificamente, a regularidade do percentual da diferença de gênero. A lei deixa claro que a coligação deve respeitar o percentual de 70% de candidatos do sexo masculino e 30% do sexo feminino, o que no caso da coligação oposicionista, não foi respeitado.
Apesar da exclusão do candidato Haroldo Melo (PMDB), o cálculo ainda não conseguiu suprir as necessidades do percentual definido pela Lei e apesar de ter sido notificada, a Coligação Lagoa Seca de todos não apresentou o nome de uma candidata.
Obrigatoriamente, a Coligação Lagoa Seca de Todos deveria ter encaminhado o nome de uma mulher para completar o quadro de concorrentes, como isto não aconteceu, todas demais candidaturas dos vereadores foram indeferidas.
Para tentar conseguir solucionar os problemas, os advogados de Tadeu deverão apresentar uma substituta que esteja filiada a um dos partidos presentes na coligação. O nome deve está contido na ata da convenção realizada em 30 de junho, e a candidata deve também possuir todas as certidões criminais negativas e emitidas até o dia 05 de julho, prazo final estabelecido pela Justiça Eleitoral para a procedência.
Enquanto isso não acontece, o registro de candidatura de todos os candidatos a vereador da Coligação estão suspensos.
CONFIRA A SENTENÇA:

Selecionamos para você