Justiça define data de julgamento de comerciante acusado de matar mãe e filho em São Sebastião de Lagoa de Roça/PB

Comerciante acusado no crime continua preso

A juíza Lua Maria Maia, da Comarca de Esperança/PB,
marcou para o próximo dia 01 de agosto o julgamento do comerciante Aldemir
Nascimento de Souza (foto), o “Deir”, de 24 anos, que está preso desde março do
ano passado acusado de assassinar duas pessoas na cidade de São Sebastião de
Lagoa de Roça, no Agreste do estado.
A decisão foi publicada ontem pela magistrada que
informou que o julgamento acontecerá no Fórum da cidade.
O comerciante e um adolescente de apenas 16 anos, foram
capturados pela polícia cinco dias depois do crime, ocorrido no início da noite
do dia 23 de março.
Mãe e filho foram assassinados com vários tiros
Maria Concebida de Farias Cruz, de 65 anos, e Arthur de
Farias Cruz, de 26, foram assassinados por causa de uma dívida de R$ 65 mil.
Segundo as investigações, o acusado devia a quantia a
aposentada e por isso, para não quitar a dúvida, resolveu assassiná-la.
Os dois acusados foram detidos no dia 28 de março, cinco dias
após terem praticado o duplo homicídio, mas foram liberados porque não havia
flagrante. Na ocasião, o comerciante confessou que estava planejando o
assassinato de Arthur e dona Concebida há cerca de um mês, porque mãe e filho
estavam lhe cobrando o dinheiro que ele havia pego emprestado.
De acordo com a Polícia Civil, o comerciante agiu como
mandante do crime. Aldemir ainda teria encomendado ao adolescente a morte de
uma terceira pessoa a quem ele também devia dinheiro. No primeiro depoimento, o
rapaz assumiu ter executado as duas pessoas, mas depois voltou atrás dizendo
que só assumiu porque foi ameaçado por Aldemir.
Atualmente, o adolescente está em liberdade, mas o comerciante – que teve os pedidos de habeas corpus rejeitados pela justiça – continua preso.
Selecionamos para você