Massaranduba/PB: mesmo podendo ser barrado pela Lei Ficha Limpa, Paulo Oliveira resolve encarar campanha e inaugura comitê ao lado da esposa

massarandubaO ex-prefeito de Massaranduba Paulo Oliveira (PSDB) resolveu que vai mesmo ignorar os problemas judiciais que enfrenta devido à reprovação de duas contas de sua gestão no legislativo municipal – o que de acordo com a Lei Ficha Lima, o impediria de concorrer novamente – e deu início neste domingo, dia 21 de agosto, sua campanha eleitoral.

Paulo fez um evento para celebrar a inauguração do seu comitê de campanha no Centro da cidade e o que mais surpreendeu os presentes foi a postura da esposa do ex-prefeito, Ana Lúcia de Barros (PSD).

Ela que sempre foi reservada e evitava aparições em público, desta vez não só apareceu, como fez uso das palavras e fez grandes críticas a seus opositores.

O ‘novo perfil’ de Ana talvez tenha uma justificativa simples: fazer com que os eleitores do grupo oposicionista simpatizem com a imagem da ex-primeira-dama. Isso porque, Ana deve ser a alternativa de Paulo para uma possível substituição de seu nome na chapa que ainda é composta pelo vereador Menininho que ocupa a vaga de candidato a vice-prefeito.

Um outro grande desafio para Paulo é driblar o desgaste de uma possível substituição. Já que diferentemente dos outros pleitos – onde o candidato poderia ser substituído até na véspera do dia da eleição – este ano, com a minirreforma eleitoral, o candidato “Ficha Suja” pode até insistir em continuar a campanha, no entanto, se for barrado, deve ser substituído até no máximo 20 dias antes do pleito, em 2016, acontece no próximo dia 02 de outubro.

Vale lembrar também que Paulo Oliveira deu entrada no pedido de candidatura, já teve CNPJ gerado e legalmente, já pode iniciar a campanha, no entanto, o deferimento (ou seja, a real autorização para disputar) ainda está em fase de análise pela Justiça Eleitoral e o resultado deste processo só deverá ser divulgado nos próximos dez dias.

Selecionamos para você