ENRROLADA: gestora da Escola se perde ao tentar justificar retirada de alunos de sala de aula para fazer “visita” em comitê de candidato a prefeito de Lagoa Seca/PB

A situação da gestora da Escola Municipal José Gomes, localizada na comunidade rural do Alvinho em Lagoa Seca, não é nada boa. Após a repercussão negativa da retirada de estudantes de sala de aula para uma “visita” ao comitê de campanha de um dos candidatos a prefeito da cidade e correr o risco de ser denunciada ao Ministério Público, a educadora procurou o BLOGDOMARCIORANGEL para tentar esclarecer o ocorrido, mas acabou se atrapalhando nas justificativas.
Através do WhatsApp, Maria Elisabete Oliveira Soares (foto) não disse porque a atividade não foi informada a Secretaria de Educação na última sexta, dia 09.

Questionada, a pedagoga que está à frente da gestão da unidade há dois anos, disse que a atividade fazia parte uma espécie de ação de cidadania, onde os alunos estariam discutindo política, no então, não explicou porque a atividade foi agenda com apenas um dos candidatos, no caso, o que é aliado do atual prefeito (Diego do Veleiro – PMDB).

Elizabete também foi questionada sobre o porque de não informar aos pais dos alunos a realização da atividade, e novamente acabou tangenciando a resposta.

VEJA:

O fato pitoresco revoltou vários pais de alunos, que durante todo final de semana, usaram as redes sociais para fazer protestos.

Um dos mais curiosos foi feito por uma aluna da escola, que reclamou da atitude da gestora e ainda denunciou a situação de descaso com a unidade de ensino.

CONFIRA:


A ida dos estudantes para o comitê de campanha de Diego do Veleiro, deve também virar alvo de uma ação judicial movida pela Coligação Esperança de Um Novo Tempo, que dá sustentação à candidatura do ex-vereador Fabio Ramalho (PSDB).

De acordo com o advogado que coordena o departamento jurídico da campanha, o fato gerou várias irregularidades. “Já estamos tomando todas as providências legais e acionando a justiça. Primeiro queremos a punição dos responsáveis direta e indiretamente com o episódio e segundo, queremos que a justiça garanta que fatos como este não voltem a acontecer” declarou o advogado Felipe Reul.

Selecionamos para você