Massaranduba/PB: registros de Paulo Oliveira e Simone Zeca continuam impugnados e cidade corre risco de ter candidatura única

massa_Uma situação curiosa está acontecendo na cidade de Massaranduba, Agreste do estado, durante as eleições. É que dois, dos três nomes que disputam a prefeitura da cidade estão com suas candidaturas impugnadas pela Justiça Eleitoral e o pequeno município pode ter candidatura única.

A situação pitoresca tem literalmente, tirado o sono de Paulo Oliveira (PSDB) e Simone Zeca (PSC) que mesmo ambos mantendo o calendário de eventos, sabem das barreiras judiciais que precisam superar.

Neste cenário, quem caminha por fora e bem tranquila, é a cândida a reeleição Joana D’Arc Mendonça (PSB) – que é a responsável pelo bloqueio do registro de seus opositores – já que foi a assessoria jurídica da atual gestora que impetrou as ações de impugnação.

Na defesa dos processos, Paulo tenta driblar as restrições da “Lei Ficha Limpa” que impedem sua candidatura devido a dois balancetes anuais de suas prestações de contas que foram rejeitadas pela Câmara de Vereadores de Massaranduba, nos anos de 2008 e 2009, período que o candidato era o gestor do município. Já Simone Zeca, tenta se justificar do fato de não ter respeitado o período de desincompatibilização, ocupando dois cargos públicos (além do mandato de vereadora), a candidata não pediu o afastamento de uma das funções o que fere, de forma grave, a Lei Eleitoral vigente.

MASSARANDUBA

Selecionamos para você