Contas inativas do FGTS, tudo o que você precisa saber!

0
1594

 

No último dia 10 de março, mais de 30 milhões de brasileiros iniciaram a movimentação para retirar o dinheiro em suas contas inativas.

Com o momento difícil que o nosso país atravessa, o governo viu a liberação dos valores disponíveis nas contas inativas de FGTS como um meio de ajudar a população e sobretudo movimentar a economia do país.

Mas quem tem direito ao saque?

Todo trabalhador que tenha uma conta do FGTS que ficou inativa até 31/12/2015, e que ainda não tinha sacado o valor em sua totalidade, inclusive, pode ter mais de uma.

É importante saber que não há limite para saque do dinheiro que estiver disponível.

Trabalhadores com contrato de trabalho ativo, ou com o contrato de trabalho extinto a partir de 01/01/2016 não poderão sacar.

Caso ainda não saibas se a sua conta é inativa, consulte o seu Extrato do FGTS e veja se a data de afastamento é anterior a 31/12/2015.

Os extratos do FGTS podem ser consultados através de 4 meios:

  1. No site da Caixa (www.contasinativas.caixa.gov.br);
  2. Nos terminais de autoatendimento (usando o cartão cidadão, será que você tem ele?);
  3. No aplicativo do FGTS (“FGTS Fácil – Consulta e extrato, tenha o número do NIS (PIS / PASEP em mãos) ;
  4. Ou indo em uma agência, sendo válido antes, tentar pelo 0800 726-0207 / 0800 726-2017, ambos da Caixa.

Fique atento ao calendário para o saque das contas, pois dia 31 de julho é a data limite para saque de todos.

Para sacar, quem tem conta poupança na Caixa, terá uma facilidade, pois o dinheiro será transferido automaticamente.

Para os que não tem, o saque poderá ser nas agências da Caixa, nos terminais de autoatendimento ou nas Lotéricas, e com o Cartão Cidadão e Senha em mãos.

Os dependentes podem sacar o valor disponível nas contas inativas de falecidos, sendo cônjuge ou herdeiros.

NÚMEROS:

  • Mais de 30 Milhões de brasileiros poderão sacar o que tem nas suas contas inativas
  • São mais de 43 Bilhões de reais disponíveis para saque e com isso o governo espera movimentar um pouco mais a nossa economia, permitindo ao cidadão o pagamento de dívidas e estimulando o consumo
  • 86% das contas inativas tem menos de 1 salário mínimo
  • Mais de metade dos trabalhadores tem no máximo R$ 500,00 para sacar
  • Outros 24% tem saldo entre R$ 500,00 e R$ 1.500,00
  • Apenas 20%, tem mais de R$ 1.500,00 a receber

Mas e agora, com esse dinheiro nas mãos, o que fazer, o que priorizar?

Priorizar a quitação ou redução de dívidas, podendo renegociar juros e evitar novos endividamentos é uma ótima pedida!

Evite usar esse dinheiro para o consumo imediato, aproveitando a “disponibilidade” do dinheiro em mãos.

Usar o valor sacado para entrada de uma determinada compra com o objetivo de pagar o restante parcelado.

E se não tiver dívidas?

Deixar o dinheiro na conta inativa, no FGTS, NEM PENSAR, pois o rendimento é extremamente baixo, mais baixo que a poupança, de forma que o ideal é sacar e procurar o melhor investimento de acordo com o seu perfil, e qualquer um de renda fixa já te dará mais retorno do que deixar no FGTS, seja a poupança, CDB ou LCI e claro o próprio Tesouro Direto.

Até a próxima!!!

Selecionamos para você

"