Polícia captura acusado de assassinar vendedor de feiras em Barra de Santana/PB

0
479

Policiais civis do Núcleo de Homicídios de Queimadas cumpriram um Mandado de Prisão Preventiva contra Túlio Barbosa Queiróz, acusado de ser um dos executores do comerciante campinense Salatiel Gonçalves da Costa, de 29 anos.

Ele foi assassinado por engano, confundido com outra pessoa, disse a polícia.

Salatiel era vendedor de cestas básicas e foi executado com oito tiros de pistola 9mm no dia 09 de janeiro deste ano em Barra de Santana.

De acordo com o delegado Cláudio Manoel, “Túlio tinha uma rixa com um rapaz da região de Barra de Santana, devido a uma morte de um familiar. A partir de então esse rapaz começou a ser perseguido. Túlio, inclusive, teria tentado matá-lo por três vezes”.

Cláudio Manoel informou que durante estas buscas Túlio e o comparsa encontraram Salatiel em um carro e disparam vários tiros de pistola.No dia em que Salatiel foi morto, continua o delegado, “Túlio e outra pessoa foram até a casa da de quem realmente eles queriam matar. Lá chegaram a efetuar vários disparos de pistola 9mm na casa. Como eles não encontraram saíram em busca nos arredores”.

“Salatiel parecia muito com rapaz que eles procuravam (Salatiel parecia também ser  irmão o rapaz que eles procuravam)”.

O policial finalizou dizendo que “a gente chegou a conclusão que Salatiel morreu por engano”.

A Prisão Preventiva foi decretada pela comarca de Boqueirão.

O CRIME

Salatiel Gonçalves da Costa, de 29 anos de idade, foi assassinado por volta das 12h30 com oito tiros de pistola “9mm”.

O rapaz morava no Bairro Santa Cruz, em Campina Grande, mas o crime ocorreu no sítio “Paraibinha”, em Barra de Santana, na região de Queimadas.

Nada foi roubado.
Testemunhas disseram que o homicídio foi cometido por dois ocupantes de uma moto de cor roxa e que estavam vestidos com roupas brancas.

Selecionamos para você