Treze é suspeito de ser beneficiado na edição 2016 do Paraibano

O Campeonato paraibano está sobre as vistas da Operação Cartola, realizado pela Polícia Civil, que está investigando o Treze FC, que é suspeito de ter sido beneficiado na edição do ano de 2016. Segundo informações de alguns denunciantes à polícia, o Treze pode ter sido beneficiado em ao menos uma partida do torneio, que seria justamente num clássico, contra o Campinense.

Segundo consta no relatório, em escuta telefônica houvera uma negociação entre o diretor de futebol do Galo da Borborema, Alan Kardec de Morais, e o ex-árbitro auxiliar, Griselildo de Sousa – o Sousa Júnior – na partida de ida do mata-mata da segunda fase, realizada no dia 10 de abril daquele ano.

De acordo com um dos documentos oficiais da Operação Cartola, o encontro entre o dirigente alvinegro e um dos membros da equipe de arbitragem do jogo aconteceu na véspera do jogo, que acabou empatado em 0 a 0. Consta no relatório, inclusive, uma foto do encontro, onde Sousa Júnior aparece bem próximo do carro de Alan Kardec. A imagem foi entregue por um dos denunciantes que delatou o suposto esquema de manipulação de resultados e de compra de árbitros no futebol paraibano.

Ainda segundo o documento da Polícia Civil, Sousa Júnior é apontado por vários delatores como integrante do que a investigação chama de possível Organização Criminosa. Ele também é mencionado em várias escutas suspeitas, grampeadas pela polícia.

Selecionamos para você