Polícia Civil diz que marido teve intenção de atropelar e matar esposa em Cubati/PB

0
85
A Polícia Civil informou no fim da tarde da segunda-feira (9) que o caso da mulher que foi atropelada e morta pelo marido na noite do último domingo (8) em Cubati, Agreste da Paraíba, não foi um acidente, mas sim um crime premeditado.
A moça de 31 anos de idade conduzia uma motocicleta com sua mãe na garupa, quando foi atropelada por um veículo cujo motorista era o próprio marido e que fugiu sem prestar socorro. A colisão acabou causando a morte da mulher. Já a mãe, de 52 anos, foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande e passa bem.
Para o delegado Fernando Zocolla, que está à frente do caso, o rapaz cometeu o atropelamento propositalmente. Ele ouviu o depoimento de parentes da vítima, que revelaram um histórico de violência doméstica entre o casal. “Não foi um acidente, mas sim um crime de feminicídio. Ele era um sujeito muito agressivo com a esposa e sempre a agredia. A própria filha e a família falam que não houve acidente. Vamos concluir o inquérito para representar a prisão dele”, explica Zocolla.

A Polícia Civil de Picuí, município na região próxima, ainda foi até Cubati na noite do domingo para tentar localizar o suspeito, mas não obteve sucesso.

 

Da Redação com o Portal T5

Selecionamos para você