Criança de dois anos engole moeda e é socorrida para o Hospital de Trauma em CG

0
131

Uma criança dois teve uma moeda removida das vias respiratórias nesta sexta-feira (7) no Hospital de Trama de Campina Grande após engolir uma moeda. Segundo informações da família, ela tinha ido comprar confeitos com o irmão de 10 anos, que entregou a moeda para ela.

No hospital, as primeiras providências foram de fazer exames de imagem para localizar o objeto no corpo da criança. Segundo o médico Francisco Cláudio, não é comum que um objeto engolido vá para as vias respiratórias. “Quando se deglute um objeto ele fica no tubo digestivo não fica nas vias respiratórias”, explicou.

No caso da criança, por pouco ela não sofreu asfixia. O médico também explicou que a moeda estava na região do esôfago, caso estivesse nas vias aéreas superior, ela poderia ter morrido. “Não houve impactação na via área superior, que é justamente o risco de asfixia, mas a criança já tinha deglutido o corpo estranho descido para o esôfago. A criança poderia ter sofrido o processo de asfixia, com lesões cerebrais e as vezes morte”, disse.

Objetos engolidos

Somente esse ano, no Hospital de Trauma, diversos objetos foram removidos do corpo de pacientes após estas engolirem voluntaria ou involuntariamente. No local, os objetos dos mais variados tipos são guardados.

Entre os mais diferentes, então isqueiros, pilhas e até pentes de cabelo.

Objetos engolidos por pacientes do Trauma de CG.

Redação

Selecionamos para você