Soldado condenado a mais de 40 anos por vários crimes é expulso da PM

0
158

Um soldado da Polícia Militar da Paraíba foi expulso da corporação após conclusão de investigadores da Corregedoria. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (15).

“Ficou patente nos autos do Conselho de Disciplina a que o mesmo foi submetido, em razão de ter praticado, deliberadamente, condutas que afrontaram a honra pessoal, o pundonor e a ética policial militar, assim como o decoro da classe”, diz parte do texto.

De acordo com a Ação Penal, no dia 07/01/2017, por volta das 22h30min, o militar ao se apresentar no 5º BPM para mais um pernoite, em cumprimento de pena no regime semiaberto, foi flagrado dirigindo veículo sob influência de álcool, além de estar portando ilegalmente uma arma de fogo.

Segundo o DOE, “a gravidade dos fatos, em mais esse episódio envolvendo o soldado, ocorre justamente pelo motivo do mesmo já está cumprindo penas que totalizam 40 anos, oito meses de reclusão, além de 15 (quinze) dias-multa, nos quais foi condenado pela prática dos crimes tipificadas no artigo 121 (homicídio) do Código Penal Brasileiro. As condutas e fatos envolvendo citado militar, conforme ficou constatado nos autos do Conselho de Disciplina, demonstram sua insistência em desrespeitar e afrontar às leis”.

Diz o documento que as ações do militar “depõem contra a ética e a dignidade pessoal, assim como o decoro da classe e o pundonor policial militar, além de macular a imagem desta Corporação”.

E finaliza informando que “o mesmo é incompatível para ostentar a condição de policial militar, pois, mesmo como policial reformado, insiste na pratica de atos contrários à lei e nocivos à sociedade”.

Da Redação com T5

Selecionamos para você

"