Corpo de taxista assassinado em briga de trânsito é enterrado em João Pessoa/PB

O corpo do taxista Paulo Damião dos Santos, de 42 anos, que foi morto após uma discussão de trânsito no bairro do Bessa, em João Pessoa, foi enterrado sob forte comoção de amigos, parentes e colegas de profissão na manhã deste domingo (17), em João Pessoa.

Paulo morreu no Hospital de Trauma de João Pessoa na sexta-feira (15), após ser baleado por Gustavo Teixeira Correia, um corretor de imóveis de 42 anos, que estaria bêbado e atirou no taxista depois de uma discussão por causa de uma manobra de um veículo. A discussão durou nove segundos e o crime foi flagrado por câmeras de segurança. O suspeito foi preso após a polícia fechar um cerco na casa dele e negociar por cinco horas.

Taxista Paulo Damião foi assassinado a tiros durante briga de trânsito — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

O corpo do taxista estava sendo velado em uma central de velórios no bairro de Jaguaribe e, após um cortejo, foi enterrado no Cemitério Cristo Redentor, no bairro do Cristo, por volta das 8h30. Paulo Damião era casado e pai de dois filhos, uma jovem de 20 anos e um menino de 8. Segundo o irmão dele, Paulo nunca tinha se envolvido em confusões no trânsito, mesmo estando diariamente dirigindo o táxi.

Corpo de Paulo Damião foi enterrado sob comoção de familiares, amigos e colegas de profissão neste domingo (17), em João Pessoa — Foto: Hebert Araújo/TV Cabo Branco

Prisão preventiva

Após o crime, Gustavo Teixeira Correia fugiu para a casa dele, que fica a 50 metros do local onde o taxista foi morto. Após uma negociação com a polícia, que durou cerca de cinco horas, ele foi preso em flagrante por homicídio doloso. A arma do crime não foi encontrada pelos policiais.

No sábado (16), Gustavo passou por uma audiência de custódia e não se pronunciou. A defesa dele pediu para que ele respondesse em liberdade, mas o pedido foi negado. Ao fim, foi decretada a prisão preventiva de Gustavo e ele foi encaminhado para o 5º Batalhão de Polícia Militar, na capital. Segundo a defesa, ele foi levado para o batalhão porque possui ensino superior completo.

Cobertura completa da morte de um taxista em João Pessoa

Investigação

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito teria curso de tiro e a Polícia Civil investiga a informação, bem como se o corretor tem posse e porte de arma de fogo. Conforme imagens divulgadas pela TV Cabo Branco, nas redes sociais, Gustavo Teixeira postava fotos em que aparece segurando armas, entre elas um revólver e uma arma de cano longo.

Gustavo é corretor de imóveis, casado e pai de uma menina de 10 anos. Por nota divulgada nas redes sociais, a diretoria do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba (Creci-PB) expressou sentimento de pesar à família do taxista e informou que vai analisar as providências administrativas cabíveis a serem adotadas contra o suspeito.

Gustavo Teixeira, suspeito de matar taxista em briga de trânsito, exibia armas de fogo em fotos divulgadas pela TV Cabo Branco — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução
Da Redação com G1 Paraíba
Selecionamos para você