ARTIGO: É possível calcular os estragos das chuvas, já a falta de educação do povo, não

Você deve está acompanhando os estragos que as chuvas estão causando nas grandes metrópoles. Nas últimas horas as enchentes têm trazido muito caos para a Grande São Paulo, por exemplo. Mortos, pessoas ilhadas e com a perda dos seus imóveis. Mas isto tem uma causa, leitora/leitor. Afinal, todo consequente tem seu antecedente.

Não se pode questionar ou brigar com São Pedro por causa das chuvas, não, não se pode. Diante dos fenômenos naturais, temos que nos precaver. Só que venho ao assunto de hoje com outros olhos… para ver a falta de senso e educação do povo.

Pense comigo. Há um terreno, que não é plano e totalmente inapropriado para a moradia. O sujeito sabe que não pode construir sua casa ali, mas ele vai e constrói. – “Ué, Yago, mas a pessoa não tem condições de morar em um local melhor. O jeito é…”. Não pode existir outro jeito. Eu tenho que optar pela minha vida, por minha integridade. Se sei que ali é zona de perigo… tchau! Mas não é o que acontece por aí.

O outro problema está nas ruas alagadas por causa do bueiros entupidos. Hoje há muita rua asfaltada. Com isso, a água não tem para aonde ir. E você sabe, bueiros com lixo de todo tipo. É um horror! E aí, alguém pode dizer que do que estamos a necessitar é de mais “galerias pluviais”. Resolve? Claro que não. Enquanto jogarem lixo na rua…

Enfim, para terminar essa conversa enjoada. Todo ano é a mesma coisa. Depois das enchentes, o cara chama a polícia, Defesa Civil, a mãe Joana… E acreditem, nada vai resolver. Enquanto o povo não se conscientizar que a limpeza urbana é do coletivo e que a água acumulada é por causa dos entupimentos, vamos sempre culpar a prefeitura e demais órgãos. Façamos a nossa parte.

Ah, e antes que eu esqueça. Se qualquer prefeito perguntar aos seus munícipes se eles querem uma praça pública ou construção de galerias pluviais… É isso mesmo. Vão querer a praça pública. Ademais, rede de esgoto e galeria não dão votos e nem reelege ninguém.

Ao progresso

Muito me alegra ver que nosso Estado tem grandes riquezas, pessoas que investem em ciência e tecnologia. Universidades e Institutos com projetos de estudantes, por exemplo, que são a esperança de um Brasil melhor.
Já estou de saco cheio dos programas sociais que só levam batuque, pinturas nos muros e pés na cara das crianças mais carentes.
É isso. Precisamos das Ciências Exatas, ciência e tecnologia já.

Tudo é possível

Se há alguma frase que já foi dita ao longo da história e que trepida as montanhas é “Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.”
Não desista.

Por Yago Fernandes

(jornalista e palestrante)

Selecionamos para você