Galdino admite novos cortes na Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), não descartou, nesta quinta-feira (14), mais cortes para adequar a Casa a uma dificuldade financeira. Ele também recorrerá ao governo do Estado para que seja ampliado o valor do duodécimo, recursos que são repassados para a manutenção do Poder Legislativo.

Galdino afirmou que o duodécimo deste ano é menor que o de 2015, o que está inviabilizando inclusive o pagamento da folha de pessoal.

“A última folha da gestão passada foi menor que o duodécimo. Tivemos um corte substancial e estamos diminuindo esse corte para adequar as despesas da folha com a receita da Casa. Amanhã temos uma negociação com o sindicato e a associação nesse sentido. Os deputados também tiveram cortes em seus gabinetes mesmo sob reclamações. Mas não temos outra saída. Temos que ter a consciência que a situação é difícil e temos que cortar em todas os lugares, inclusive nos gabinetes dos deputados”, destacou.

Diante da situação, Galdino disse que o Poder Legislativo tem dialogado com o Executivo para chegar a uma forma legal de acrescentar o valor do duodécimo.

“É uma discussão da Assembleia com o governo. O governador João Azevêdo disse que, dentro da lei, ele está pronto para atender. A assessoria da Assembleia está conversando com o governo e se for uma coisa legal dentro da lei, o governo não faz questão nenhuma de atender. Se não tiver condições, eu vou compreender”, finalizou.

Da Redação com Mais PB

Selecionamos para você