Depois de matar secretária, marido avisou sobre crime ao irmão pelo WhatsApp

A tragédia ocorrida na noite desta segunda-feira, 15 de abril, no Parque Motel, em Campina Grande, ganhou contornos ainda mais dramáticos com a divulgação de um detalhe sobre as duas mortes registradas. Depois de matar a esposa e secretária de Educação do município de Boa Vista, Dayse Auricélia Alves, de 40 anos, o motorista Aderlon Bezerra de Souza, de 42 anos, mandou uma mensagem de WhatsApp informando sobre o crime ao irmão e avisou que cometeria suicídio.

O irmão tentou falar com ele por ligação de áudio no aplicativo, mas as chamadas não foram atendidas.

Dayse e Aderlon tinham duas filhas. Ontem, seria aniversário da secretária e o casal decidira comemorar a data no motel onde acabaria acontecendo a tragédia. Não se sabe ainda o que teria levado Aderlon a atirar contra a esposa, mas comenta-se que o casal passava por uma crise.

O velório do casal começará às 16 horas desta terça-feira, 16, no Cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande, onde o sepultamento será realizado nesta quarta-feira, 17, às 10 horas. A prefeitura de Boa Vista disponibilizou quatro ônibus para que os moradores do município possam se deslocar e participar dos ritos fúnebres de Aderlon e Dayse.

Da Redação com Parlamento PB

Selecionamos para você