Preso último suspeito de assassinato dos trabalhadores do MST em Alhandra/PB

A Policia Civil da Paraíba, através do Núcleo de Homicídios de Alhandra, deu cumprimento na tarde desta terça-feira (21), na cidade de Bayeux, região metropolitana de João Pessoa, a mais um mandado de prisão preventiva em desfavor de José Aurélio Gomes Melo, de 34 anos.

Segundo Aneilton Castro, delegado da seccional de Polícia Civil em Alhandra, José Aurélio era o único suspeito que faltava ser preso por ocasião da “Operação Ampulheta”, realizada no último dia 17. “Com essa prisão a Polícia Civil conclui a Operação Ampulheta, cumprindo todos os mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão”, destacou.

A operação teve o objetivo dar cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão nas residências de autores do duplo homicídio das vítimas José Bernardo da Silva, conhecido por Orlando, e Paulo Rodrigo de Freitas, conhecido por Rodrigo.

O duplo homicídio ocorreu no dia 08 de dezembro de 2018, por volta das 19h30, no acampamento “Dom José Maria Pires” do MST – Movimento Sem Terra, município de Alhandra/PB.

Além de José Aurélio, que foi preso na casa de uma tia em Bayeux, já tinham sido presos Rawlinson Bezerra de Lima, conhecido como Ralph, Leandro Soares da Silva e Maria de Fátima Santos, que tem uma ligação muito próxima dos mandantes do crime e teria participação direta no delito.

Selecionamos para você