Técnico Francisco Diá entrega carta de despedida à diretoria do Campinense Clube

Após derrota para o Náutico e a consequente perda da vaga na Copa do Nordeste 2020, o técnico Francisco Diá entregou o cargo e não é mais treinador do Campinense Clube. Através deste que vos escreve, deixou uma carta de despedida à torcida raposeira:

“Todo ciclo tem um começo e todo começo tem um fim. Retornei ao clube em que fui vitorioso com muita alegria e expectativa. No Campinense, fui bicampeão paraibano e vice-campeão do Nordeste. Neste ano, o vice-campeonato paraibano credenciou o Campinense às disputas da Copa do Brasil e Série D em 2020, garantido calendário no próximo ano. Encontramos muita turbulência e mesmo assim, em nenhum momento, abandonei o barco. Ao longo desse período recebi outros convites e tive oportunidade de assumir clubes tradicionais do futebol brasileiro, mas diante do meu comprometimento me mantive fiel aos meus princípios e segui à frente do comando técnico do Campinense Clube. Diante das dificuldades, o desgaste era notório e chegou o momento da despedida. A partida contra o Náutico não teve um resultado justo. Merecíamos a classificação, que viria para coroar nossa boa atuação. O resultado não veio e saio de cabeça erguida. Agradeço ao Campinense pela confiança que me foi dada e a oportunidade de novamente dirigir este clube, bem como à imprensa falada, escrita ou televisiva, que sempre me tratou com respeito. Em especial, agradeço aos torcedores que me acolheram e sempre estiveram ao nosso lado. Sempre terei muito carinho pelo Campinense Clube”. (Francisco Diá)

Na partida do próximo sábado, diante do Asa de Arapiraca no interior alagoano, o time rubro-negro será dirigido interinamente por Romildo Freire. Ainda não há posicionamento por parte do Campinense Clube quanto aos rumos do comando técnico da equipe. Ventila-se a possibilidade da efetivação de Romildo Freire.

 

(PB Esportes)

Selecionamos para você