São João: 11 pessoas foram presas por reconhecimento facial em CG

Os resultados do São João de 2019 em Campina Grande foram apresentados nesta terça-feira (9), na sede do I Comando Regional de Polícia Militar. De acordo com o balanço, nos 30 dias de festa, não houve registro de ocorrências graves na área do evento.

Além disso, durante o mês de junho, as polícias contabilizaram uma redução de aproximadamente 40% de roubos e uma queda de 70% nos homicídios.

Ao todo, 11 pessoas foram presas por conta da tecnologia de reconhecimento facial utilizada pelos órgãos de segurança na Central de Monitoramento instalada no Parque do Povo. Todos eram foragidos do Sistema Prisional ou tinham mandados de prisão em aberto. Segundo a Polícia Militar, houve mais de 200 reconhecimentos de pessoas cujas imagens constam nos bancos de dados dos órgãos de segurança e as prisões da Paraíba representam o maior número já registrado no Brasil com uso dessa tecnologia, sendo ‘case’ de sucesso.

Além da presença no Parque do Povo, a Polícia Militar também abrangeu outras áreas da cidade. Na Vila Cabral de Santa Terezinha e no José Pinheiro foram apreendidos mais de 260 litros de loló, que seriam comercializados na festa, principalmente no fim de semana. Tiveram reforço de efetivo a Vila Forró, o Parque do Povo, a Vila do Artesão, o Artesanato da Paraíba, o Trem do Forró, a Vila Junina, Namoradrilha, o Sítio São João, além de festividades em casas de show e clubes.

Houve o emprego de 5.524 policiais militares, sendo de 92 a 224 empregos de militares diariamente no Parque do Povo, distribuídos entre os postos de comando, policiamento a pé, em viaturas, montado, motocicletas, ônibus, postos de observação, além de um espaço destinado ao Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Os órgãos operativos de Segurança Pública do Estado também contaram com o uso da tecnologia de LTE portátil, dispositivo que cria uma “bolha” (área de cobertura definida), provendo no local uma rede totalmente autônoma e independente das redes de celular comum. O equipamento tem a capacidade de envio e recebimento de dados (vídeo, mapas, áudios e demais informações do centro de comando e controle para os agentes em campo, os agentes entre si e dos agentes para o Centro de Comando) em alta velocidade com integração entre diferentes dispositivos.

Selecionamos para você