Treze perde para o Náutico e se complica ainda mais na Série C

O Treze segue cada vez mais se aproximando do rebaixamento na Série C. Neste domingo, o time foi até o Estádio dos Aflitos e o sofreu mais uma derrota, desta vez para o Náutico por 1 a 0, com direito a “lei do ex”.

Rafael Oliveira, com passagem pelo clube trezeano, marcou o tento do Timbu pernambucano no segundo. O resultado colocou o Náutico no G-4 do Grupo A, com 21 pontos. Já o Treze estacionou na lanterna da competição, com apenas 9 pontos.

Na próxima rodada, o Alvinegro vai enfrentar o Globo-RN, outro concorrente na luta contra a “degola”. O jogo acontece no domingo, no Estádio Presidente Vargas. O Náutico joga contra o Confiança na sexta-feira, nos Aflitos.

O JOGO
Náutico e Treze fizeram um primeiro tempo bastante truncado, com o time visitante encontrando dificuldade para atacar. Só em bola parada, o Galo quase chegou ao gol com Eduardo. Já o Timbu atacava mais, porém sem tanto perigo.

O time “acordou” em campo somente a partir dos 30 minutos, quando se aproveitou dos espaços oferecidos e das falhas alvinegras para chegar mais ao ataque, duas delas com perigo.

Jeferson Nem, por exemplo, desperdiçou duas chances incríveis, uma delas sem goleiro. Por isso, o placar em branco acabou justo na etapa inicial.

No segundo tempo, o jogo ficou mais aberto. Mas o panorama seguiu o mesmo: o Náutico atacando mais e o Treze esperando encaixar um contragolpe. No decorrer da partida, os times mudaram.

Das mexidas dos treinadores, a do Timbu parece ter surtido mais efeito. No Galo, entraram Julio Pacato, Thiaguinho e Victor Sousa. Do lado Timbu, Neto e Jean Carlos.

Aos 27 minutos, o Náutico teve uma grande chance de marcar. Willian Simões recebeu na área e bateu cruzado, mas Adriano Alves tirou em cima da linha. O time pernambucano seguiu pressionando o Alvinegro.

E de tanto pressionar, chegou ao gol. Com a chamada “lei do ex”. Rafael Oliveira, que acabara de entrar em lugar de Wallace Pernambucano, sobe de cabeça e abre o placar para o Timbu pernambucano, aos 34 minutos.

Após o gol, o Náutico tratou de tocar a bola até o apito final do árbitro Denis da Silva Ribeiro Serafim e comemorar a entrada no G-4 do Grupo A.

Paraíba Online

Selecionamos para você