Bruno nega subordinação a Romero e garante candidatura em CG

O ex-deputado estadual e chefe de Gabinete do município de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, já adiantou que irá disputar a Prefeitura do município. Nesta quarta-feira (21), Bruno ressaltou que sua decisão já está tomada e com ou sem apoio do atual gestor, irá se candidatar.

“Há duas formas de ser candidato: ou você é feito candidato, ou é ungido candidato, eu vou me fazer candidato”, afirmou, em entrevista à Arapuan FM.

O secretário argumentou que Romero deve escolher um nome para a disputa apenas no carnaval de 2020, mas até lá, ele já estará trabalhando em prol das eleições e não vai esperar a definição do grupo do prefeito. “No momento oportuno, quando o carnaval de 2020 chegar, se o prefeito entender que meu projeto combina com o dele, estarei de portas abertas para receber apoio”, pontuou.

Questionado se seu comportamento não poderia ser interpretado como ‘insubordinação’, Bruno argumentou que só poderia ser classificado desta forma caso ele fosse subordinado do prefeito, o que garante não ser. Segundo o secretário, Romero deve buscar alianças.

Ainda de acordo com o ex-deputado, seu comportamento pode ser mal interpretado porque é destoante do que é visto na Paraíba, mas reforçou sua boa relação com o atual prefeito. “Me dou muito bem com Romero. Sou aliado, sou amigo, faço elogio sincero e faço crítica quando precisa”.

MaisPB

Selecionamos para você