Casal paraibano morto em acidente no Tocantins é enterrado após homenagem em Sousa/PB

Casal paraibano recebeu homenagens de motociclistas em igreja na cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba — Foto: Beto Silva/TV Paraíba

O casal Manoel Ailton Vieira e Maria Emília Sarmento Ferreira, mortos em um acidente na BR-153 no Tocantins na terça-feira (30), foi enterrado na manhã desta quinta-feira (1º) no cemitério São João Batista na cidade de Sousa, no Sertão paraibano. Os corpos dos motociclistas chegaram à Paraíba na quarta. O casal foi homenageado em uma missa na igreja de Sousa. Houve cortejo em carro do Corpo de Bombeiros acompanhado por outros motociclistas.

A batida frontal envolvendo duas motos e um carro de passeio deixou três pessoas mortas, sendo duas delas o casal paraibano. As vítimas estavam em um comboio de motocicletas e participavam de um clube. O casal paraibano e um outro casal voltaram de um encontro de motos em Brasília com destino ao Maranhão quando foram atingidos em suas motocicletas por um carro de passeio.

Os paraibanos não resistiram e morreram no local, enquanto a terceira vítima morreu no hospital. A quarta vítima foi levada em estado grave para o Hospital Regional de Gurupi, em Tocantins. A motorista do carro envolvido no acidente relatou que tentava uma ultrapassagem quando houve a batida. Ela conta que tentou desviar para o acostamento, mas não conseguiu evitar a colisão.

De acordo com a filha do casal paraibano, Maradja Aryelle, o seu pai Manoel Ailton Vieira havia criado um clube de motocicleta desde 2006 com os amigos na cidade de Sousa. Desde então passou a fazer viagens de longa distância em sua motocicleta. Ela conta que aos 13 anos começou a viajar de motocicleta com o pai, como garupa dele, mas deixou em 2010, quando entrou na universidade.

Ainda de segundo a filha do casal, juntos, os pais foram para Argentina, Uruguai e Paraguai e tinha planos de viajar para todos os países da América do Sul de motocicleta. “Todos anos eles iam para Brasília, porque meu irmão morava lá. Viajavam muito. Fazia parte da rotina deles, eles se programavam todo mês pra ter sempre viajando para encontros de motociclistas”, comentou Maradja Aryelle.

Assim que retornasse de Brasília, onde participou de encontro de motociclistas, o casal estava se programando para realizar a viagem por todas BR-230, começando no km 0, em Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, até o seu fim, no estado do Amazonas. “Ele também tinha o sonho de fazer a Rota 66 nos Estados Unidos, mandar a moto dele de navio e ir de avião”, lembrou a filha.

G1

Selecionamos para você