Terreno servia como cemitério clandestino de animais em Queimadas/PB

Foi descoberto na zona rural de Queimadas, no Agreste paraibano, um terreno que servia de cemitério clandestino para descarte de animais. Foram encontrados cerca de 150 carcaças, sendo cães em sua maioria. O caso foi denunciado a uma ONG de Campina Grande, que formalizou denúncia na manhã desta quinta-feira (15) na delegacia de Queimadas.

A presidente da ONG Adota Campina, Barbara Barros, recebeu a queixa do proprietário do terreno e confirmou que tratava-se de um crime ambiental. “Aparentemente uma chacina com requintes de crueldade porque nem sequer eles foram enterrados. A perícia que vai identificar se eles foram jogados vivos, como foi e o porquê. Nossa preocupação maior é que a polícia possa investigar”, destacou a presidente.

Também foram encontrados animais mortos dentro de uma cisterna desativada da propriedade. O local não recebe visita constante, o que favoreceu os criminosos.

OP9

Selecionamos para você