Romero sobre postura de João Azevêdo com Campina Grande/PB: “ainda é prematuro avaliar”

Adversário político do governador João Azevêdo (PSB), o prefeito Romero Rodrigues (PSD) disse que “ainda é prematuro avaliar” se o governador terá, ou não, uma postura diferente do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) no que se refere a pautas administrativas com a prefeitura de Campina Grande.  O prefeito campinense sempre reclamou da falta de apoio da gestão do ex-governador com a cidade.

“Ninguém é igual. Há de certa forma, em relação à condução das ações, um formato diferente de Ricardo para João. Mas a gente tem que aguardar com serenidade para poder se posicionar”, discorreu o prefeito, acrescentando que “quando for um tema administrativo vou estar à disposição. Mas na política não, porque a gente sabe que circulam pessoas próximas a João que são adversários nossos e eu não vou estar competindo espaço”.

Recentemente João Azevêdo anunciou a construção do Centro de Convenções de Campina Grande, uma obra estimativa em R$ 100 milhões. Ele apresentou o projeto como prioridade à bancada federal paraibana em Brasília, buscando a destinação de Emendas no Orçamento da União. João também liberou recursos para ajudar os comerciantes que trabalharam no Maior São João do Mundo deste ano, dando ‘sinais’ claros de que pretende modificar a “imagem” do Governo do Estado na cidade.

Por enquanto, porém, nenhuma audiência para tratar de temas administrativos entre os dois foi sequer cogitada. É o tempo que vai dizer se os ‘sinais’ de aproximação de João com Campina Grande irão se transformar em pautas administrativas convergentes, com a prefeitura campinense, ou em disputas políticas por espaços de poder.

Com Pleno Poder

Selecionamos para você