Bayeux/PB: superfaturamentos e licitações irregulares: Berg Lima corre risco de cassação mais uma vez

O presidente do PT de Bayeux, Josivaldo Farias, protocolou na manhã desta quarta-feira (4), na Câmara Municipal, um pedido de cassação do mandato do prefeito da cidade, Berg Lima, baseado em quatro denúncias. Ainda hoje, o mesmo documento será protocolado no Ministério Público para solicitar o afastamento do prefeito.

“O que queremos é mostrar que existem indícios de irregularidades generalizadas, em todas as áreas nessa prefeitura”, disse Josivaldo Farias ao Click PB.

Uma das denúncias diz respeito a irregularidades na licitação de cones para a sinalização de trânsito. De acordo com o documento protocolado, a compra de cones foi feita por dispensa de licitação, embora o valor exceda o permitido por lei para este tipo de compras.

A prefeitura pagou quase R$ 17 mil para a aquisição de 175 cones, que chegaram com as especificações erradas e foram devolvidos, não havendo até então, resolução do caso. Também há indícios de superfaturamento dos cones.

Outra denúncia é relativa à contratação de uma empresa para realizar o projeto de sinalização vertical e horizontal da cidade, cujo serviço, que custou quase R$ 17 mil, também não foi entregue.

Além disso, a prefeitura pagou mais de R$ 40 mil para a aquisição de aparelhos de ar-condicionado do tipo inverter, e recebeu apenas o modelo comum, que é mais barato.

A quarta denúncia aponta que uma empresa de turismo foi contratada de forma irregular por dispensa de licitação e pertence a nora do diretor do Departamento de Trânsito de Bayeux, Filemon Sena.

Com Click PB

Selecionamos para você