MINISTRO AFIRMA: contas de luz das igrejas custariam apenas R$ 30 milhões por ano ao contribuinte


Após o presidente Jair Bolsonaro propor a criação de um subsídio para pagar as contas de energias das igreja, o Ministro de Minas e Energia (MME) no Brasil, Bento Albuquerque, destacou que a conta de luz dos templos religiosos custaria “apenas”, nas contas dele, R$ 30 milhões ao ano para o contribuinte.

O Ministro afirmou ainda que a medida pretende atender a maioria da população brasileira, segundo ele, 92% da população, que segundo o último censo, tem alguma prática religiosa.


Porém, esse subsídio proposto pelo Governo atenderia apenas os grandes templos religiosos, ou seja, aquelas igrejas que não possuem grande estrutura, ficariam de fora do benefício.

Foto: reprodução WHATSAPP

O instituto de Defesa do Consumidor (Idec) vai acionar o Ministério de Minas e Energia e o Congresso Nacional casa o Governo tente de fato criar o benefício. Para o Idec, a medida criaria um custo extra para os brasileiros e fere a legislação energética brasileira.

Selecionamos para você